segunda-feira, 21 de março de 2011

Ainda cedo

Postado por Cláudia Figueiredo às 18:49

Me apaixonei ainda cedo
Por ser cativa em liberdade
Por viagens inimagináveis
Paixões alucinadas...
Me apaixonei ainda cedo
Pela doçura e beleza
Pelo toque de pureza
Ousadia e solidão...
Me apaixonei ainda cedo
Pelo amor que avassala
E enche minh’alma de toda inspiração...
Me apaixonei ainda cedo
Pela dor e o prazer
Por tudo que cria e irradia
Minha livre expressão...
Me apaixonei ainda cedo
Pelo sol e pela lua
Por lembranças de lugares
Flores e mares gravados em olhares...
Me apaixonei ainda cedo
Por ela, a poesia
Que faz da realidade fantasia
E em sua loucura em mim cria
O desejo de por ela navegar...
Me apaixonei ainda cedo
Pelo vento no cabelo
Pés descalços e o desejo de com ela sempre estar...
Me apaixonei ainda cedo
Pelo lirismo e pela dor
Pelo desejo e amor
Que no meu peito ainda cedo
Vieram morar...

Cláudia Figueiredo

4 comentários:

Sergio Neumann on 21 de março de 2011 19:40 disse...

Completa!!!
Simplesmente completa!
Beijos e sucesso

Cláudia Figueiredo on 21 de março de 2011 19:53 disse...

Vindo de vc, sr. poeta, é uma honra. Bjos Serginho!

Anônimo disse...

amei linda ,e feito de alma,parabens ass fabio

Anônimo disse...

Claudinha, você abusa menina! rsrsr.
Bjos poetisa!

Ana Carla

 

Cláudia Figueiredo Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template | templates gratis Vector by Artshare